DevocionaisLogo.png
  • PIBJPA | Devocionais

Adoração & Conversão


"O número deles, com seus parentes instruídos em cantar ao SENHOR, todos eles peritos, era de duzentos e oitenta e oito".   1Cr 25.7



​Davi havia escolhido Salomão, com seus 18 anos, para assumir o trono. Talvez, pensando na inexperiência da sua juventude, Davi organiza o culto onde inclui os sacerdotes, os cantores, os porteiros, os tesoureiros, etc.

​Nesse pequeno verso temos duas referências diretas ao cuidado que precisamos ter na formulação do nosso louvor. Eles eram "instruídos" e "peritos". Não entendo que essas referências sejam apenas relacionadas com a técnica ou maestria, mas, principalmente, tomando o "instruídos", podemos entender que eram conhecedores dos bons critérios para o louvor.

​Louvar a Deus não dispensa que sejamos cumpridores dos bons princípios de uma vida que agrade a Deus, por ser vidas cumpridoras dos seus ensinos e mandamentos. Precisamos lembrar que o homem é considerado amigo de Jesus se fizer o que ele manda. Para louvar, com aprovação, a exigência não será menor.

​Louvar, e cantar são aspectos de nossa adoração e passam, necessariamente, por genuína conversão e renúncia explícita à vida pecaminosa.

Pr. Elias Werneck


Oração.png