DevocionaisLogo.png
  • PIBJPA | Devocionais

Indignação possível


"Olhando para eles [fariseus] ao redor, indignado e muito triste por causa da dureza do coração deles, disse ao homem: Estende a tua mão. Ele a estendeu, e ela lhe foi restaurada."  Mc 3.5



Jesus olhou para eles indignado. Podemos e devemos nos indignar, não há lugar no coração do servo de Deus para qualquer convivência com a iniquidade ou injustiça. O temente a Deus não deve, entretanto, manter em seu coração, qualquer tipo de ira carnal.

​Há um belo exemplo de indignação, com final feliz, quando Neemias, ouve o relato da exploração que o seu povo pobre e humilde,estava passando nas mãos dos seus compatriotas ricos, como a penhora eescravidão dos filhos em troca do básico. Daí Neemias fala: "Ao ouvir essas reclamações e acusações, fiquei furioso". Ne 5.6

Essa foi uma ira justa, não tê-la era o mesmo que refletir uma total indiferença, diante do sofrimento dos inocentes e necessitados.

João Batista ficou indignado com a sua geração hipócrita e exortou, com muita coragem. Precisamos dessa santa indignação porque há grandes possibilidades de "amansamento" da mentira e da injustiça.Essa indignação devemos cultivar, mas com o mesmo propóito: levar esse iníquo ao confronto com sua indignidade  e correção.


​​​​​​​​​​Pr. Elias Werneck


Oração.png