• PIBJPA | Devocionais

Morno, nem pensar... - 7a Carta / Laudicéia


"Estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo". Ap 3.20


​Estamos muito acostumados com esse verso. Tem sido texto  de muita mensagem e de impacto na vida de muitas pessoas que fazem parte, hoje, do reino de Deus.

​Entretanto, ele foi dito como um verdadeiro apelo à morna igreja de Laodicéia, situada numa cidade muito rica, onde se destacava a produção de lã e um "colírio" resultante da obtenção de um pó que se misturava à água e aplicava nos olhos. tinha, já, seus bancos.

​Financeiramente, era, de todas, a mais rica. Sua receita era boa, mas sua espiritualidade ía muito mal.  Não há, potencialmente, mal algum em ser rico. Uma igreja rica pode ser uma grande bênção para si e para a obra. Há, entretanto, muita proximidade entre riqueza e a soberba da riqueza, aí, é melhor ser pobre e necessitado, mas completamente dependente de Deus.

​A igreja de Laodicéia, precisava trocar a satisfação das riquezas pela satisfação de Cristo. A primeira conduz à acomodação e ao peca-do; a segunda, agrada a Deus e ao seu programa de bênçãos.

​Você não tem dúvidas, tem?  

 Pr. Elias Werneck



Oração.png

Filiada às convenções

CBBbranco.png
CBCbranco.png

© Primeira Igreja Batista em Jacarepaguá 2020