• PIBJPA | Devocionais

A força da justiça

"Não repareis em eu estar morena, pois o sol me queimou a pele. Os filhos de minha mãe irritaram-se comigo e me puseram a cuidar das vinhas; da minha própria vinha, porém, não cuidei." Cantares 1.6

​Há muitas explicações para ajudar no entendimento do livro de Cântico dos Cânticos (ou Cantares de Salomão). Alguns aceitam que o livro fala do casamento de Salomão com uma jovem do interior chamada de "Sulamita".

O foco do livro é retratar a beleza do amor puro entre um homem e uma mulher. O verso que escolhemos reflete o mau relacionamento familiar e retrata a força do poder sobre o mais fraco.

Também podemos pensar que se exemplifica aqui, a possibilidade de tratar mal ao que nos é diferente ou o que difere do que idealizamos como padrão.

Não tem como justificar um comportamento como este quando a aparência passa a ser o principal valor de referência. Os irmãos da jovem foram muito cruéis e esse é sempre o resultado quando a justiça não é padrão principal de referência. Precisamos nos lembrar da reciprocidade: julgar e ser julgado.

Sejamos justos, faz sempre muito bem!


Pr. Elias Werneck



Oração.png

Filiada às convenções

CBBbranco.png
CBCbranco.png

© Primeira Igreja Batista em Jacarepaguá 2020