• PIBJPA | Devocionais

Língua temperada


"...os meus lábios não falarão maldade [iniquidade], nem a minha língua

pronunciará engano."  Jó 27.4



​Que belo exemplo Jó nos dá aqui de determinação e fidelidade ao propósito de viver uma vida íntegra. Não é sem razão que Tiago [5.11] o cita como exemplo de paciência e capacidade de suportar as aflições.

​Nenhum de nós pode viver isoladamente, nos é obrigatório interagir com um sem número de interfaces e, com certeza, muitas delas movidas pelas "roda dos escarnecedores", convidando-nos a sentar e ficar, isto é, adotar como nosso estilo de vida.

​Quero dizer uma coisa: viver esse propósito de Jó não é uma opção, antes é obrigação. Judas nos aconselha [21]: "conservai-vos no amor..." Manter propósitos estáveis é a única alternativa para não embarcar na frivolidade do comportamento iníquo que tanto desagrada a Deus.

​O temente a Deus não se salvará da iniquidade/maldade apenas por firmar propósitos estilosos. Ele será vencedor se rejeitar, corajosamente, ao convite das rodas dos escarnecedores.

​Mantenha seu prazer na Lei do Senhor e você escapará de falar e cometer iniquidades.

Pr. Elias Werneck


Oração.png

Filiada às convenções

CBBbranco.png
CBCbranco.png

© Primeira Igreja Batista em Jacarepaguá 2020